No primeiro ano de funcionamento, mais de 150 mil pessoas passaram pelo lugar

O Santuário atrai muitos fiéis, que buscam por milagres e muitos que até já demonstraram seu testemunho. A quantidade é enorme, chegando a passar pelo local, mais de 150 mil pessoas no seu primeiro ano Ana Maria Lopes de Oliveira afirma que o Santuário representa a fé e que frequenta por ser um local de oração, onde representa e busca a fé e a paz. Para ela, a construção foi maravilhosa. “Tem muito boteco e tem muita portinha de boteco virando igreja. Então quando você vê que o que estão construindo realmente é para Deus, é por Deus, é uma felicidade imensa.”, afirma.

A fiel Célia Aparecida Geroldi de Oliveira conta que frequenta o Santuário para reavivar a sua fé e encontrar a paz espiritual, onde realiza seus agradecimentos e pedidos Relata que teve um milagre, um problema de saúde que com fé foi curada por São Miguel Arcanjo_ “Tive várias graças alcançadas, uma foi um problema de saúde (tumor perto do olho), e com muita fé em São Miguel fui curada.”

Célia conhece várias pessoas que receberam graças, principalmente com relação a problemas de saúde e acredita que tudo Isso é possível “Através da fé de cada um, não basta apenas pedir tem, que acreditar Tive uma dor de cabeça durante 25 anos sem descobrir o motivo, fiz todos os tipos de exames que podia ser feito e nada de anormal, e graças a minha fé fui curada.”, declarou.

Para Ana Maria, muitas pessoas vão ao local por turismo, mas a maioria é movida pela fé. “Também depende da pessoa, mas eu acredito que a maioria das pessoas que vêm, não vém por turismo, vêm pela missa, vém pela oração. Então não é um polo turístico porque você vê que também não tem coisas para grandes compras. Vamos citar o exemplo, Aparecida (SP), você vê que tem várias barracas e o Santuário de São Miguel não tem. Então eu acredito que realmente as pessoas vêm pela fé e não por turismo “, declarou.

Adelaide do Espírito Santo Machado, 81, conta que foi ao Santuário para colocar as mãos na pedra de São Miguel Arcanjo, para que pudesse curar seu problema. “Eu queria receber uma graça, de as minhas mãos não serem mais dormentes.”, conta.
Afirma que também acredita no milagre, e que para isso é preciso ter uma fé verdadeira e que a primeira vez que foi ao Santuário se emocionou muito. “Eu fiquei tão emocionada que eu quase chorei, e agora também, não dá vontade de sair de lá de dentro. É uma coisa tão gostosa, que dá vontade de ficar lá para sempre. Que coisa boa”.

O Santuário hoje possui um valor enorme na cidade de Bandeirantes, além de representar a fé e a devoção, atraindo fiéis de toda a parte do país.